Identificação Eletrónica (microchip)

Identificação Eletrónica (microchip)

A identificação electrónica consiste na aplicação subcutânea (na face lateral esquerda do pescoço) de uma cápsula contendo um número, que é único para cada animal.

É uma forma extremamente eficaz de identificação dos animais de companhia, uma vez que acompanhará o animal durante toda a sua vida. Em caso de abandono ou fuga do animal, qualquer pessoa que o encontre poderá levá-lo a uma clínica veterinária ou canil municipal onde o médico veterinário, através de um leitor de microchip, visualizará o código constante da cápsula e obterá, através da base de dados nacional, a identificação do detentor do animal em causa.

Desde 1 de Julho de 2004 já é obrigatória a identificação electrónica dos cães de caça, dos cães perigosos ou potencialmente perigosos (assim considerados de acordo com os critérios legais) e dos cães de exposição.
A partir de 1 de Julho de 2008 passará a ser obrigatória a identificação electrónica de todos os cães nascidos após essa data, devendo todos os animais ser devidamente registados e identificados electrónicamente entre os 3 e os 6 meses de idade. Nos gatos a sua colocação é facultativa.

Banhos e Tosquias

Os banhos e tosquias, com água quente e todo o equipamento necessário de modo a proporcionar o maior conforto ao seu animal de estimação. Os banho…

Desparasitação de cães e gatos

Desparasitação interna: Antes do seu animal de estimação ser vacinado, é necessário ser desparasitado contra vermes intestinais. O esquema de de…

Vacinação

A vacinação dos cães contra esgana, hepatite contagiosa canina, parvovirose canina e leptosporose canina. A primeira vacina pode ser dada a partir…

Identificação Eletrónica (microchip)

A identificação electrónica consiste na aplicação subcutânea (na face lateral esquerda do pescoço) de uma cápsula contendo um número, que é …